Reflexões para um novo ano melhor que o velho (parte 2)

Reflexões para um novo ano melhor que o velho (parte 1)
dezembro 26, 2016
Sobre a pergunta mais antiga e a mais atual, perene e autêntica das respostas
janeiro 18, 2017

Como o título indica, esta é a parte 2 do post. Se você não leu a primeira (e a leitura e execução das reflexões iniciais são muito importantes para que esta sequência seja efetiva), pode encontrá-la aqui. Posto isso, podemos prosseguir.

O objetivo é organizar o pensamento sobre o futuro, o próximo ano. Para isso, você irá se apoiar em alguns pontos das reflexões realizadas por meio das perguntas e respostas que surgiram na parte 1. Portanto, retome suas anotações e esteja pronto(a) para fazer outras.

Repito o mesmo lembrete importante já apresentado: “refletir dá trabalho e exige tempo e profundidade. Se você deseja fazer esse exercício (e eu espero que sim!), tire um tempo só para você, de preferência onde ninguém causará interrupções. Se for necessário, saia do seu espaço habitual (casa ou escritório). Você pode ir a um parque, um café tranquilo, uma biblioteca, ou qualquer lugar que conheça e onde se sinta bem. Isso ajuda bastante na qualidade do processo de reflexão”.

Aqui estão as perguntas sobre o futuro.

1 – Quais experiências novas você quer vivenciar durante o ano que se inicia?

2 – Quem, além de você, precisará se envolver, por quaisquer motivos, nesse processo de vivenciar as novas experiências? Obs: envolver aqui deve ser considerado sob qualquer  aspecto, isto é, pode ser que a experiência seja individual ou coletiva e, mesmo que seja individual, pode ser que sua ocorrência afete outras pessoas. Pense nelas e em como sua nova experiência poderá impactar a vida delas.

3 – O que você vai fazer para assegurar que contará com esse envolvimento por parte das pessoas citadas na resposta anterior?

4 – Qual é a grande “coisa” que você quer realizar ao longo desse ano? Que recursos você necessita para isso? Quais já estão disponíveis e como você vai assegurar que os outros estarão disponíveis no momento certeiro?

5 – A quem e como você demonstrará sua gratidão ao longo desse ano?

6 – O que você fará para manter o estresse, a ansiedade e eventuais temores em níveis aceitáveis e controláveis?

7 – Onde (em quem ou em que) você buscará sua inspiração para esse período?

8 – Como e por quem você quer ser positivamente desafiado? Como você pode assegurar que esses desafios positivos acontecerão?

9 – O que você fará para contornar ou para superar os eventuais impedimentos ao alcance de seus objetivos que poderão surgir ao longo do tempo?

10 – Como você deseja perceber seu crescimento, isto é, como você medirá seu desenvolvimento/melhoria ao longo desse período? Pense em medidas nos quatro níveis: físico, emocional, mental e espiritual.

11 – Quais forças você vai usar/explorar ou mesmo desenvolver para possibilitar e sustentar esse crescimento?

12 – Considerando tudo o que refletiu até aqui, quais seriam as três palavras que você quer que representem o seu ano que ora se inicia?

13 – O que você quer assegurar que aprenderá ao longo desse ano?

Essas são as questões que ajudarão você a planejar seu ano futuro. Claro que há muitas outras possíveis e você poderá se indagar ramificações a partir de cada uma delas. Reforçando, porém: eu acredito que se você se dedicou ou se dedicar a responder essas questões com carinho, atenção e profundidade terá assegurado um forte alicerce que dará suporte à concretização de seus objetivos e metas para o novo ano.

Desejo que ele seja o melhor da sua vida, até agora. E que a cada ano você possa dar prosseguimento ao seu crescimento pessoal e profissional, lapidando-se e revelando o que há de mais precioso em você: o seu verdadeiro Ser.

Ah, e eu adoraria saber de você como suas reflexões podem ter auxiliado a organizar e planejar seu novo ano. Se quiser compartilhar isso comigo, pode comentar aqui na página, ou me escrever pela página de contato, ou enviar uma mensagem privada pela minha página no Facebook. Aproveita e visita e dá uma curtida lá. 😉

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *